Artigo do nosso sócio-fundador, Augusto Pinto, com o tema “Home office: um vôo cego em tempos de pandemia”.

“Na minha imaginação, eu sempre ficava pensando como seria a sensação de um comandante pilotando um grande avião com visibilidade zero. Como seria aterrissar em Guarulhos às 6h da manhã, no meio de um nevoeiro de inverno? Brrr, que medo!

Aí, do nada, eis que isso passa a ser minha rotina diária. Minha e de outros milhões de profissionais, que têm que operar suas empresas de casa, onde estão em quarentena pelo coronavírus. Só que esse vôo cego não é com um Boeing 777, super equipado eletronicamente e preparado para voar sozinho. Nossas empresas são mais ou menos como um ônibus articulado, desses enormes que rodam por São Paulo, onde o motorista terá que dirigir com uma venda nos olhos.”

Quer saber mais? Acesse a íntegra aqui.

Leave a Reply

RPMA Comunicação – 2019